segunda-feira, dezembro 21, 2009

Então é Natal?

Será que sabemos o real significado do Natal?

Coletei na Internet sobre o que eu acredito.. sobre estudos “reveladores”.. dos quais eu acredito!

Espero que vocês possam também compreender sobre esta verdade...

“Quase todas as pessoas na Cristandade celebram o Natal, trocando presentes e desejos de "Boas Festas" ou "Feliz Natal", e se alegrando com a idéia de que estejam agindo corretamente. Na verdade, esta se tornou a tradição favorita entre os Cristãos, e é tão bem aceita que qualquer tentativa de se buscar sua origem, a qual pode ser facilmente encontrada nas enciclopédias e em documentos imparciais da história da igreja, tende a ser mal recebida. A Palavra de Deus não justifica esta celebração anual, mas a condena severamente em Gálatas 4:10,11: "Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco." Sendo assim a observância de uma data, mesmo que ela seja de caráter piedoso e adornada com rituais, é condenada. O bendito Salvador não veio com o objetivo de tornar popular o Seu nome ou a suposta data do Seu nascimento. "Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores" (I Tim 1:15). "Cristo... morreu a seu tempo pelos ímpios" (Rm 5:6).

Segundo J.N. Darby (Col. Writings, Vol. 18, Pag. 191), ninguém sabe o dia em que Cristo nasceu. Clemente, que viveu no segundo século, se referiu às especulações acerca da data de nascimento de Cristo como "superstição". Orígenes, por volta do ano 245 d.C. considerava ridícula a idéia de se fixar uma data natalícia para o Senhor, e se referia a isso como algo "pecaminoso". No quinto século, a Igreja de Roma registrou que não existia "um conhecimento seguro" a respeito, e a New International Encyclopedia afirma que "é desconhecido quando isso se originou,... mas é quase certo que 25 de dezembro não pode ser...". Segundo a American Encyclopedia, o Natal foi celebrado pela primeira vez pela Igreja em Jerusalém no ano 440 D.C., e também registra que "no quinto século a Igreja Ocidental (Roma) ordenou que fosse celebrado."

A Origem do Natal
25 de dezembro era uma data "pagã, podendo ser de origem solar... A Saturnal dos Romanos a precedia" (Nelson*'s Encyclopedia). Era ainda a data "da antiga festa Romana em homenagem ao Sol" (celebrando o nascimento do deus-Sol), segundo a American Encyclopedia. "A Saturnal era uma festa de prazeres desenfreados... A data do Natal foi fixada na mesma época" (M de Beugnot - História, Vol 2, pág 265). "A Igreja... voltando ao paganismo... precisava ter suas festas, e acabou por dar nomes cristãos às festas pagãs já existentes... identificando o Natal à pior das festas pagãs... fixaram para aquela data o nascimento de Cristo. (Aquela data) representava um dos piores princípios do paganismo -- o poder reprodutivo da natureza... A Igreja criou as festas chamadas cristãs, para substituir as pagãs... paganizando o Cristianismo... a fim de manter satisfeitas as mentes carnais do povo" (J. N. Darby - Col. Writtings, Vol. 29). Agostinho registrou que o povo estava tão determinado a ter festas que o clero se sujeitou a isso! “

Extraído do link: http://www.stories.org.br/textos/vsn.html

Sim, é bem certo de que é uma época de Paz... Amor... União.. mas eu desconfio se este “Espírito” que nos rondam nesta época seja mesmo “natalino” ou melhor, seja mesmo uma referência do Espírito Santo nos trazendo a lembrança do nascimento de Cristo.

Creio que é necessário realizarmos uma verdadeira análise.. e se formos para comemorar o nascimento de Cristo, para fazer referência a alguma data e se for esta a data escolhida para tal referência.. que esqueçamos os presentes.. que esqueçamos a ceia.. que esqueçamos os programas ou mesmo as somente reuniões familiar.. Que nos voltemos à Cristo levantando nossas mãos em oração para agradecer não somente o dom da vida, mas o da Salvação...

Pensem nisto...

7 comentários:

Taw disse...

Na minha cultura, natal tem o mesmo valor simbólico que o dia dos índios...

Mas tento respeitar a cultura do país que tem me acolhido... desde que nasci. Confesso que não é algo fácil.

Sônia Silvino disse...

Sil!
Muito interessante. Aprendemos sempre.
Um lindo Natal cheio de paz!
Bjkas!!!

Flor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Língua Nervosa disse...

Sil
discordo de você...
sobre a nálise histórica no momento terei que me abster pois não tenho como efetuar uam pesquisa neste moemnto,mas sobre o Espírito...esta dúvida que ten sacerca do espírito que se cria de amor, união....quando dizes que devemso esquecer as festas, a familia, os presentes e etc
o que eu acredito, e vivo, é que estes são moemntos de amor, de união, de renovação..e cada ato deste, se estivermos embuídos do amor de Deus, com a acerteza de que todos estes atos são atos de amor por um Deus que nasceue morreu por nós...então estamos fazendo a nossa parte...não só como cristãos, mas, em qualquer crença, como verdadeiros filhos de Deus!

Desejo a você momentos de serenidade e reflexão...que o Espírito Santo te ilumine e que descubras o Natal como um momento de viver o amor!

Abração, querida!

Sylvio de Alencar. disse...

Estou adicionando-me aos que o seguem.
Relacionamento com Deus é um assunto que cativa. Pretendo voltar e, no tempo, comentar o que ler.
Abraço forte, fique com Deus.

Alessandro Almeida disse...

Oi, Sil!

Bom dia!

Gostei do texto! Parabéns!

Você conseguiu "pegar na veia" de um problema que enxergo há vários anos. É fundamental compreendermos o significado da data, ao invés de simplesmente seguir os outros na comemoração.

Beijos e ótimo 2010!
Ale.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Sil, conhecí você lá no Céu...
Resolvi "fuçar" no seu perfil e como gosto muito de seu modo de postar vim ver seus blogs. Adorei. Juro que eu nem vou seguí-lo, vou perseguí-lo, rs. Beijos com muito carinho. Manoel.

Related Posts with Thumbnails